A cara metade

Já ouviu falar de algo, como o amor que completa metaforicamente com a outra “metade da laranja”?

   Assim como a cara metade, a tampa da panela e por aí vai, e vai muito além. Essa é uma cultura que cultivamos dia a dia, que é passada para os filhos e amigos de uma forma tão natural, que cola no subconsciente e tirar isso de lá é mais do que quebrar barreiras.

   A cultura da cara metade, ou a necessidade de ter uma cara metade, surge na cabeça de todos uma vez na vida, às vezes por anos, principalmente se a idade estiver batendo à porta. É aquele cruel pensamento de seguir a roda da vida, seguir o que é imposto pela sociedade de que as pessoas só são felizes quando encontram a cara metade, tão poucos pensamentos egoístas e infantis.

Vamos analisar racionalmente, acredita-se que só estaremos completos quando acharmos a cara metade, então enquanto isso não acontece somos uma metade? Tudo que fizermos valerá como metade? Crescemos com essa ideologia de aguardar a cara metade para completar a lacuna faltante em nossas vidas, somente quando isso acontecer as coisas começarão a mudar e tudo terá outro sentido. Aí que mora o perigo, não devemos esperar por algo que nos complete, já que espera que sua cara metade te complete de forma incondicional, que faça tudo por você, que essa pessoa seja responsável por sua felicidade, sucesso e tranquilidade.

A decepção pode ser muito grande, pois a sua vida está nas mãos de outra pessoa, que não tem a obrigação de suprir o que você mesma não consegue sozinha. Quem disse que precisa de outra metade para assim ter uma vida plena? Que só depende disso na vida? Não quero apenas massagear o ego e pensar que somos tão bons que não precisamos de ninguém ao nosso lado. Pelo contrário, só não precisamos viver em função disso.

Antes de tudo, somos uma pessoa completa, podemos sim viver felizes sozinhas, fazer nossas vontades e realizar sonhos sem depender de outra metade.

As coisas mudam de figura, quando queremos ao nosso lado uma pessoa que simplesmente some em nossa vida. Uma pessoa completa que soma com a minha pessoa completa, unindo forças para seguir a vida. Nada de esperar uma metade para ser feliz. O segredo está aí!

Precisamos ser felizes sozinhos primeiro, para sermos felizes com outra pessoa!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s