Trânsito doido, táxis e drogas no Peru

Já viu imagens do trânsito da Índia? É tipo isso, uma loucura.

    Quando saímos do aeroporto de Cusco rumo ao nosso hotel, o susto foi grande, um trânsito diferente de tudo que já vimos, uma bagunça, buzinas, pessoas gritando… Além dos carros e ônibus serem velhos, amassados e mal cuidados, eles tem a péssima mania de dar “encostadinhas” nos outros, correm e fazem manobras (acho que proibidas, ou não), nesse caminho bateram no retrovisor do nosso táxi, só deram uma buzinada e foram embora. Até aí tudo bem.

   Fomos jantar na Praça de Armas, só 5 minutos, mas foi o suficiente. Os táxis não têm taxímetros, então deve negociar o valor antes de entrar, ficou em 5 soles. Escolhemos o “melhor” carro, ao menos tentamos um pouco menos amassado e mais novo. Ele corria como louco, igual a todos que pegamos por lá, mas já na primeira curva o taxista mexeu com uma menina na rua! Já estranhei. Conversa vai conversa vem, quando ele soube que éramos brasileiros, ahhhh não perdeu tempo, perguntou de cara se gostávamos de “fraquinha” ou coisa mais forte, tinha para todos os gostos, essa hora um “medinho” apareceu. Negamos a oferta e ele mudou de assunto. Mas não contente, começou a pedir propina, a gente nem sabia o que era isso! (era gorjeta), mudando de assunto novamente ele disse que não seria mais 5 soles e sim 6. Como só queria chegar ao hotel, pagamos 6 mesmo e ufaaa, chegamos.

Deu para perceber que gostam bastante de brasileiros, falam que querer conhecer o Brasil e que admiram o futebol, isso é bom até um certo ponto, até o ponto que admiram seu país, porém, infelizmente o Brasil leva uma imagem tão pouco distorcida, onde não quer dizer que todos os brasileiros usam drogas e vivem o carnaval o ano todo. Parecia até brincadeira, mas tirando fotos na praça em Cusco fomos abordados por um casal, um argentino e uma colombiana, advinha só o que ofereceram assim que souberam da onde eramos?

Se o trânsito de Cusco era ruim, é porque ainda não conhecia Lima. Lá tem semáforos, as ruas pareciam mais organizadas, só que não, eles nem respeitam o semáforo, fomos atravessar no sinal aberto para pedestres e advinha? A mil por hora veio um carrinho, por pouco não fomos atropelados. Também vimos várias pessoas descendo dos ônibus em movimento mesmo, eu teria que treinar muito para fazer isso.

Vai encarar?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s